Como chegar ao equilíbrio iônico no cultivo do camarão

Vem surgindo, para a nossa empresa Tratáguas, várias dúvidas referentes ao adequado procedimento para se atingir o equilíbrio do balanço iônico para o sucesso no cultivo de camarão e/ou peixes.
As dúvidas vão desde a “salinidade ideal, alcalinidade ideal”, até ao procedimento adequado para a “correção do equilíbrio do balanço iônico pela ração “.
Orientamos que, inicialmente seja realizada a correção, na água de cultivo, no mais adequado e ideal equilíbrio do balanço iônico na menor salinidade que seja possível (sugerimos 5 ppt se possível) ser realizada na água natural (virgem). Este procedimento irá estabelecer as melhores relações iônicas entre os cátions e entre os ânions para o cultivo de Camarões e/ou de peixes.
Se o criador optar em adicionar via ração os íons específicos para correção e manter o adequado equilíbrio do balanço iônico isto ocorrerá de forma fracionada (“doses homeopáticas”), a fim de não estressar as PLs se houver uma alta dosagem desses produtos químicos inicialmente na ração. Portanto, permanecerá na água, por longo tempo, durante o cultivo, um desequilíbrio nas relações iônicas ideais.
Na dosagem desses fundamentais íons via ração, as quantidades a dosar na água devem estar calculadas a fim de manter as melhores relações de cátions (Sódio, Potássio, Cálcio e Magnésio) e de ânions (Cloretos, Sulfatos, etc.) na água de cultivo, de acordo com os resultados da análise físico-química da água de origem (virgem), processo que será lento o qual ocasionará estresse na espécie de cultivo.
O equilíbrio do balanço iônico é fundamental para o sucesso do cultivo, reduz a possibilidade de doenças e minimiza o estresse osmótico, reduz a letalidade e favorece o ganho de peso na espécie de cultivo (camarão ou peixe).

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *